Blog do Eduardo Costa Meu blog pessoal

29Mar/100

Big f***ing fail do Firefox

Sempre tive "A" capacidade para afundar sistemas. Nada maldoso - estou mais para aquele cara de "Loucademia de Polícia" que vai derrubando tudo pelo caminho. Já achei bugs que afundaram sistemas em todas as fases possíveis: desde o negócio, passando por requisitos, análise, programação, testes, implantação, e, claro, pós-produção. Nada mais legal que ver o sistema afundando feito cocô na privada bem no instante após entregar para o cliente!

Dessa vez, minha vítima foi o Firefox. Sempre fiquei intrigado em saber como ainda tem criaturas míticas que conseguem achar bugs nesse sujeito. E, claro, com minha habilidade sobre-humana, eu entrei para esse hall da liga.

O meu bug, com número 555504, é simples, porém, elegante. Se você digita algum termo que não é nem URL nem um domínio válido na barra de endereços do FF, este executa uma pesquisa "I feel lucky" no Google, que, por sua vez, traz o primeiro resultado automaticamente. Até a aí, mil maravilhas.

Outro recurso curioso é: se um site for cadastrado como malicioso, o navegador normalmente abre uma tela vermelho-sangue informando que esse site é do mal, etc e tal.

Perfeito! Coisa de navegador seguro. Ou não? Experimente arrumar uma combinação de termos de pesquisa "lucky" que envie para um site malicioso. Resultado? Tela vermelha? Não! O FF abre direto! Passe livre para os bastidores! Yikes!

Até agora, o bug ainda está como "não confirmado", mas creio que vai dar trabalho testar isso - afinal, não é fácil arrumar uma combinação tão curiosa de parâmetros.

Mais nerd que achar falha de segurança no Firefox não conheço!

14Mai/090

Lipoaspiração no Firefox (a.k.a: economizando memória)

Você também se incomoda com a quantidade abusiva de memória que o Firefox consome após algum tempo de uso? O meu começa com um footprint de 120mb e chega a 300mb (sem ter tanta aba aberta assim). Pesquisando um pouco na internet, achei um artigo em inglês sobre algumas alterações na configuração. Muito legal, mas não fala qual o significado de cada configuração a alterar. Pesquisando mais um pouco, encontrei um ótimo artigo no MozillaZine.

Algumas dicas:

  1. Algumas extensões tem problemas. Veja na lista se uma das suas 42 extensões é problemática. Nem o Firebug escapa (infelizmente, ajuda a aumentar o consumo de CPU);
  2. O plugin do flash é "do mal". Além dos vazamentos cotidianos, cada animação aberta consome memória, e, em uma época em que até o site da padaria da esquina tem umas vinte animações flash, o melhor é desativar essa figura. Mas, como provavelmente "aquele" site que você visita todo dia (vamos supor que seja algo construtivo) vai impedir o desligamento completo do plugin, baixe o Flashblock, e só ative as animações que são realmente importantes - a performance de seu PC agradece;
  3. Apesar de ser meu ganha-pão, o plugin do Java também é "do mal". Esse não tem um "Javablock", mas só é carregado nas poucas páginas que precisam do plugin. Como plugin, uma vez carregado, permanece carregado, reinicie o Firefox sempre que não precisar mais do Java;
  4. Altere o tamanho do cache de imagens. Esta configuração, por padrão, é dinâmica (a partir da quantidade de memória disponível). Com 1gb, o cache, por padrão, é de 18mb... Se quiser alterar, vá em "about:config", e inclua um valor inteiro chamado "browser.cache.memory.capacity" com o valor em megabytes que deseja (ex: "4096", para um cache de 4mb). Se for muito "macho", desligue completamente o cache alterando "browser.cache.memory.enabled" para "false" e ligue o cache em disco para páginas SSL, com "browser.cache.disk_cache_ssl" igual a "true" (lembre-se que tal cache não é criptografado, então é potencialmente inseguro);
  5. Se você não usa muito os botões "back" e "forward", diminua ou desligue o cache de página. Diferente do cache em memória (que guarda o fonte da página), esse cache guarda a página montada. Por padrão, também é dinâmico. Com 1gb no micro, o firefox guarda 8 páginas (como cada uma consome cerca de 4mb, temos 32mb aqui). Basta alterar "browser.sessionhistory.max_total_viewers" no about:config para a quantidade de páginas que deseja guardar (ou desligar, atribuindo "zero" nessa configuração);
  6. Usuários Windows que não minimizam muito o firefox podem deixar o sistema (não-tão) operacional mandar o navegador para swap com a opção booleana "config.trim_on_minimize" igual a "true". O problema é esperar alguns instantes com o firefox travado ao restaurar. A vantagem é que as "gorduras inúteis" do firefox permanescerão em swap;
  7. Por último, reinicie o firefox! Não só para ativar as configurações acima, mas para liberar os quilos de banha que vazam durante aquela sua sessão matuzaléica que já comemora bodas de trigo com seu micro.