Blog do Eduardo Costa Meu blog pessoal

27Jun/115

PayPal no Brasil (droga!)

Parece que o PayPal está se adaptando ao Brasil. Claro que isso não necessariamente é sinal de algo bom. Nunca tive problemas com eles, mas, agora, eles me pedem um CNPJ ou meu cadastro ficará restrito.

Essa é ótima! Nem lembro por que minha conta é de vendedor, mas, "esta informação é obrigatória, de acordo com as regulamentações brasileiras."

Lindo. Já estou vendo outros empecilhos surgirem, só não sei como. Parabéns ao Brasil, mais uma vez conseguiu criar barreiras para a economia. Afinal, se eu sou vendedor no PayPal (mais uma vez não lembro o porquê), eu seria um autônomo, sem CNPJ! Ou eu abro um, gerando custos (o que não vou fazer, pois nunca vendi nada pelo PP), ou corro atrás para descobrir como faço (se for possível) para migrar minha conta para consumidor apenas. Rezando para ser possível, pois essa conta está arriscada a "não conseguir mais comprar, enviar ou receber pagamentos, entre outras ações".

16Abr/110

IRPF 2011 for Mac

A experiência mais aterradora que tive com meu Mac até agora foi fazer a declaração do IRPF 2011. Tenho 101% de certeza que a RFB não testou em um Mac, ou, se na remota possibilidade alguém testou, com certeza foi um usuário Windows que o fez.

Começa pela instalação, que pede senha de administração. Desisti e fui para a versão em JAR, para rodar no diretório de download. Ao preencher, comecei a ver os problemas básicos: o scroll multitouch não funciona. Cmd-C, Cmd-V também não (esse eu descobri que preciso usar a nada ortopédica "variante Windows" Ctrl-C Ctrl-V). No menu Aqua, aparece "serpro.ppgd.app.IRPFPGD" no lugar do título da aplicação. Nojento.

Depois de seguir a Marta ("relaxe e goze"), pois sou obrigado a usar esse péssimo instrumental que me forneceram, chegou a hora de "gravar e enviar". Algum dia ainda vou entender por que precisa de DOIS programas para isso. Na época da versão Windows, até entendo. Não é fácil transformar um .EXE em um componente e o ReceitaNet envia DIRPF, DITR, etc. Mas, em Java, faça-me o favor!

Declaração gravada, hora de ativar o ReceitaNet. Qual não é minha surpresa quando vejo que é um JAR de instalação! Abstraindo, decidi continuar. Veio a parte legal - diretório de instalação: "/Programas RFB/ReceitaNet 2010 02b"! Madre pérola! Como assim, instalar na raiz? Depois de envelhecer uns 5 anos em 5 segundos, alterei o endereço para usar uma pasta mais Mac-like (primeira vez que precisei fazer isso no Mac) e, como todo bom software Windows migrado para Mac, ele cria uma pasta com um executável e arquivos de dados! Ai, Jesus! Ficou parecendo um cara fantasiado de Superman no meio de uma congregação Amish.

Seguindo a festa, entrei no tal ReceitaNet. Uma aplicação super-simples com um logo animado (eca), uma seleção de arquivo e um botão "enviar". Mais uma vez: por que não embute essa coisa na declaração? Daí, vem a boa: onde está o arquivo? Eu imaginei que estaria no diretório do DIRPF, que nem no Windows. Não estava lá!

Por razões desconhecidas, estava em "Documents". Bom, pelo menos fica fácil para importar ano que vem. Depois de enviar, eles mandam voltar ao programa de declaração e imprimir o recibo. Vem a pergunta: onde, em nome de Cristo, foi parar meu recibo? Não aparece na lista e a pasta "transmitidas" está vazia! No apogeu da intuitividade, eu preciso mandar "procurar" e navegar manualmente do meu "home" até a pasta "gravadas", selecionar o arquivo enviado, selecionar novamente na lista que aparece e então imprimir.

Como se não bastasse, ele não pergunta qual impressora vou usar! Mandou imprimir para a primeira que apareceu. Ou seja, usar o gerador de PDF do Mac, nem pensar. Mandar automaticamente por e-mail usando o "Mail as PDF" virou um delírio.

Segunda tentativa. Navega mais uma vez da pasta "home" para a "gravadas", seleciona, seleciona e clica em "Gerar imagem PDF". Abre o Preview com o arquivo. Onde o arquivo foi gerado? Deus sabe e agora não me importa, pois cumpri minha obrigação anual com a vontade de mandar alguém tomar um suco.

Parabéns para a RFB. O sistema funciona muito bem no Mac. Para não dizer o contrário.

14Abr/110

Terror suicida chega ao Brasil

Desde que eu vi a reportagem sobre o sujeito que entrou na escola atirando, eu imaginei que ele deveria ter sido alguma vítima de bullying que perdeu as estribeiras e decidiu bancar o justiceiro.

Dito e feito. A TVFolha publicou este vídeo com ele lendo sua carta suicida:

Típica carta de suicida, no qual a única solução para a vida dele é morrer e levar alguns consigo. Aposto que vai ter mais uns dois ou três casos similares, envolvendo pistolas, e, quem sabe, até algum homem-bomba - todos com a mesma motivação.

Sinceramente, eu sofria muito "bullying" na escola, mesmo quando não havia uma palavra para descrever tal fato. E, posso até dizer que ainda sofro, pois, por não pertencer ao grupo de fulano ou ciclana, arquei com as conseqüências. É um fardo muito pesado para carregar, nem todos agüentam. Mas, como infelizmente, "manda quem pode, obedece quem tem juízo", ninguém que "pode" pensa que, um dia, as pessoas podem perder o "juízo".

Na minha humilde opinião, não é só ele quem deve ser considerado culpado pelas 13 mortes do dia. Todos aqueles que praticaram bullying contra ele também tem sua culpa.

Só quem sofreu todo santo dia na escola consegue chegar próximo de entender o que passou pela cabeça dele. Não estou justificando-o, mas, cá entre nós, o que diferencia ele de alguém que mata "por amor" ou até de alguém que mata "por justiça"? Seria uma escala gradual de "motivos aceitáveis para matar"? Na minha opinião, matar é matar, e, quem queria que ele fosse torturado e morto não fica muito distante de um assassino sangue-frio.

Aliás, esse "ódio" pelo assassino só aconteceu por ser o primeiro caso no Brasil. Aposto que, se acontecer como eu disse, o terceiro caso mal vai ser contado pelas pessoas com a seguinte frase: "agora virou moda entrar na escola atirando". Afinal, o primeiro terremoto em Christchurch foi noticiado como bombástico, enquanto o segundo foi só "mais um terremoto".

13Abr/110

Curriculum familiar

Virou febre esses adesivos de família no carro. Papai, mamãe, filhinho, cachorrinho e por aí vai. Somando isso aos outros adesivos de academia, curso de faculdade, nomes, e afins, tem pessoas com um perfil mais completo no carro do que no Facebook.

Agora só falta conta bancária e telefone para recados para dar um kit completo aos bandidos. Qualquer assistente de segurança júnior sabe que é suicídio dar sua rotina completa de bandeja assim. Antigamente, bandido precisava ficar horas de tocaia vigiando para saber onde a pessoa vai normalmente e em quais horários. Agora, só precisa ver o carro da vítima!

Para mim, é vantagem, pois posso ir e voltar sempre no mesmo horário e caminho sem me preocupar, pois tem muito alvo mais fácil na rua.

Aliás, ainda não vi as "famílias modernas" nesses carros. Será que não fazem adesivos para homossexuais ou o pessoal LGBT é mais inteligente e sabe dos riscos que corre ao ficar divulgando esse tipo de informação?

E os amantes, então? Alguém vai colocar o "Ricardão" ou a "Pat" no carro também? A versão "vandalismo" da idéia não é nova:

15Mar/110

Fala, Cidinha

Deputada Cidinha Campos (PDT) solta o verbo nesse vídeo sensacional! Reparem que os presentes até se calam!

7Out/100

Mais uma da Dilmarionete

A parte legal do mundo de hoje é o fato que o ditado da "palavra dita não volta atrás" continua valendo. Alguém soube que, dia 30 de setembro, a marionete chamou a Marina Silva de traidora? Pois é! Discaradamente no seu blog!

Mais discarado ainda é o fato que, agora que a Marina foi eliminada do Big Planalto Brasil, ela simplesmente APAGOU a entrada do seu blog! Reparem que o link no topo do cache não funciona mais!

Sinceramente, é uma vergonha morar em um país no qual uma criatura tão duas-caras quanto essa tem maioria de votos! Enquanto era concorrente, Marina é traíra. Agora que os 20% dela contam, aposto que aparece um post dizendo que ela é uma pessoa confiável!

Só para constar, eis o texto que tinha lá e foi removido:

"Marina Silva é uma grande traidora. Traiu o povo brasileiro quando se posicionou contra o crescimento do país. Traiu o presidente Lula. Traiu o PT. Traiu também a memória de Chico Mendes quando se uniu àqueles que, disfarçadamente, alegraram-se com a morte do grande líder seringueiro. Marina Silva jogou no lixo uma biografia de defensora dos povos da floresta, defensora da Amazônia. Traiu por despeito e por vingança. Ela alimentava esperanças de que o presidente Lula a escolhesse para ser sua sucessora, e quando percebeu que não seria a escolhida deu o bote tal qual uma cascavel. Marina não foi escolhida pelo presidente Lula porque não tem capacidade, conhecimento e caráter para governar um país, porque não seria capaz de manter a política econômica de crescimento e desenvolvimento, não conseguiria gerir os programas sociais do governo. Não seria capaz de entender a importância das descobertas no Pré-Sal pela Petrobras, nem conseguiria atribuir tais riquezas ao povo. Marina Silva, é óbvio, não vai para o segundo turno, mas vai para o colo do Serra /PSDB/DEM, que ela combateu nos 30 anos em que esteve no PT. Marina mostra que não tem pudor nem ideologia, é só uma ecochata fazendo o jogo sujo do poder por despeito e vingança. Está se vingando do presidente Lula porque não a escolheu, pouco se lhe dá prejudicar o país e milhões de brasileiros, desde que alcance seu seu objetivo de vingança. Marina é muito religiosa, ligada à Assembléia de Deus, mas não é nenhuma santa. É apenas uma traíra."

9Set/100

Servidor novo

Mudei novamente o servidor de meu blog. Estou ficando particularmente bom nessas migrações de tanto que faço. Tive que sair do BySite por ter perdido a confiança no serviço deles. Só queria corrigir as permisssões de uma pasta. Levei um tempo absurdo e ainda tive que dar minha senha. Sério! Só faltou pedirem acesso à minha conta bancária!

Fica aqui minha dica: não usem o serviço deles! Tem outros melhores no mercado. Aliás, penso seriamente em usar os servidores Amazon EC2 para meu site.

16Jul/101

Americanas.com: se puder, evite

Impressionante como uma empresa tão grande consegue ser tão bagunçada. Pela segunda vez tive problemas com pedidos na Americanas.com.

Na primeira vez, um berço para minha sobrinha, conseguiram levar duas semanas para finalizar um pedido que tinha previsão inicial de 3 dias. Muito stress tentando falar com atendentes mal-pagos, mal-humorados, mal-educados, cuja única atribuição é seguir o script e despachar você para outro atendente caso os meios normais falhem.

Agora piorou: paguei o pedido com débito em conta, o valor está no extrato do banco, mas, no site, CANCELARAM o pedido por não-pagamento! Como se não bastasse, o atendimento nem ao menos atende. Aquela velha fila interminável, que, se ousar chegar ao fim, sei que será um alto nervosismo para receber o produto pago.

Em resumo: levaram meu dinheiro, mas não vou receber minha mercadoria tão fácil assim. Minha dica:

NÃO COMPREM NA AMERICANAS.COM

PS: A titulo de marketing viral, uma frase para gerar hits no Google: "Eduardo Costa morreu?"
20Mar/101

Como escolher uma boa faculdade

Depois de ver minha esposa sofrendo horrores por causa da desorganização e má-fé da faculdade em que ela tentou fazer um curso superior (UNIP), decidi publicar umas dicas para ajudar outras pessoas a não caírem na mesma armadilha.

Só faça um curso não-presencial se você for um excelente auto-didata (ou se já for profissional da área e quiser comprar um diploma).

Não caia na armadilha de não ter tempo para fazer uma faculdade presencial. Você invariavelmente precisará de tempo para estudar, fazer prova, exercícios, etc. Além disso, é muito mais fácil e produtivo perguntar a um professor fisicamente presente do que perguntar a um "monitor" que, muitas vezes, nem fez o curso. Já vi caso de monitor de turma de Administração que nem é formado!

Tamanho não é documento.

Parece clichê, mas é verdade. UNIP e COC são duas faculdades enormes, mas o quadro de funcionários não comporta tal estrutura. Surpreendentemente, no curso de Administração da UNIP, só existem duas pessoas corrigindo as "atividades complementares" do Brasil inteiro. Faça as contas: uma turma de 50 pessoas por semestre, 8 semestres, 26 estados significam mais de dez mil pessoas para o curso inteiro. Ou seja, cada pobre coitado precisa corrigir cerca de cinco mil avaliações.

Verifique se o garoto-propaganda fez a faculdade

Não incomumente, alguma faculdade contrata um ator da vênus platinada para ser o garoto-propaganda (ou garota-propaganda). Entretanto, de que adianta seu ator favorito falar bem da instituição se ele nem fez um curso lá? Recebendo uma boa grana fica fácil dizer que o curso é maravilhoso!

Se a esmola é grande demais, até o santo desconfia

Tome cuidado com faculdades que dão muitos descontos e promoções. Tem uma faculdade que dá cursos supostamente gratúitos. Basta pagar a matrícula que o resto é na faixa. Isso é: de graça até que você não passe em uma matéria. Daí, vais ter que pagar quinhentão por mês. Exato! Se, em quatro anos, você cometer um pequeno deslize (ou até se eles trocarem sua nota dez por uma nota cinco), adeus bolsa. E, como se não bastasse, perde a bolsa pelo resto do curso - sem repescagem no semestre seguinte!

Veja a grade curricular

Algumas entidades só dão acesso à grade curricular após a matrícula. Descarte essas logo de cara. Oras, se você estivesse comprando uma TV de plasma de 70 polegadas em suaves 48 prestações, claro que você vai querer ver tudo sobre o produto antes!

Verifique o nome e o conteúdo das matérias

Fiquei surpreso com a falta de criatividade de algumas faculdades. Tem uma cujo curso de Relações Públicas tem nada menos que OITO disciplinas de "Atividades Individuais" (do I ao VIII). Percebeu o paradoxo? O curso de RP se baseia em relações humanas, mas esse profissional passará um sexto do curso fazendo "atividades individuais". Além disso, o que seria essa "atividade individual"? Basicamente, um artifício da faculdade para deixar um "buraco" na grade. Daí, basta eles preencherem com o que quiserem, sem mudar a grade. Ex: em um semestre, "Atividades Individuais VII" pode falar sobre "etiqueta empresarial", enquanto, para a turma seguinte, pode ser "empreendedorismo".

Cuidado com as disciplinas não-relacionadas

Existem disciplinas que você acha que não vai usar em sua vida profissional (ex: Física em um curso de Ciências de Computação). Entretanto, existem algumas que simplesmente não fazem qualquer sentido. Que tal aprender libras em um curso de administração? Afinal de contas, um administrador sempre necessitará se comunicar com surdos-mudos.

Evite o sistema de "DP"

Existe algum sentido em aprender "matemática avançada" sem ter nota mínima em "matemática básica"? Algumas faculdades adotaram um sistema similar ao de escolas estaduais, no qual o aluno sempre avança nas disciplinas, mesmo sem ter merecido. Embora seja tentador, evite. No meio do curso você ficará com a sensação letárgica de quem não aprendeu o básico e precisa entender o avançado.

Se você não aprendeu a somar frações, nem tente aprender estatística. Será uma perda de tempo e dinheiro. Prefira faculdades que tem um sistema independente de disciplinas. São fáceis de identificar: na grade curricular, cada matéria tem uma lista de outras que são pré-requisitos. Ex: "Cálculo II" depende de "Cálculo I".

Categorias: shoutbox 1 Comentário
21Jan/100

Big Bosta Brasil

Eu passo longe dessa tralha. Mas hoje recebi um PowerPoint sobre o tal programa da Globo. Um tanto longo, mas a mensagem foi simples: programas como o BBB fazem o brasileiro ficar mais burro. Aliás, nem acredito que o Bi[ch]al tem a pachorra de chamar aqueles trastes de "heróis". Se essa ralé são os heróis do Brasil, prefiro mudar de país e renegar minha cidadania.

Heróis, para mim, só existem de dois tipos: aqueles ficcionais que salvam todo mundo usando super-poderes (ou super-máquinas) e aqueles reais, que nem bombeiros e policiais, que enfrentam a morte todos os dias no cumprimento do dever (os honestos, pelo menos).

Aliás, um dia, entrando no YouTube (adoro acessar para ver coisas hi-tech e trailers), vi que na página inicial tinha um vídeo com "um dos melhores momentos do BBB". Entrei para ver se o "melhor momento" tinha algo que preste - afinal, não tenho moral para criticar o "show" se nunca o vi.

Foram alguns poucos minutos jogados fora: tinha gente conversando à beira da piscina, mulheres tirando a roupa e mostrando o biquini (em closes desnecessários) e só! Sem história, nem lógica nem nada. Creio que até o apelo sexual estava baixo para os padrões da emissora.

Em resumo, só tinha o que eu poderia ver simplemente indo para um clube (com a vantagem que eu também estaria na piscina). Acho que até desenhos infantis que nem o Backyardigans demandam mais uso para o cérebro adulto...

Senti a mesma sensação de quando vi "Casa dos Autistas" vários anos atrás. Lembro até hoje de estar "zapeando" os canais em busca de algo que prestasse, quando passei pelo SBT e vi o Supla e o Fruta conversando em uma cena em sépia com uma bola vermelha no canto da tela. Na época, "reality shows" era novidade. Lembro vi os dois conversando que fiquei pensando: "que m**** é essa?". E, ingenuamente, tentei entender a lógica ou a história do programa. Mesmo sem ter nada para fazer, desisti de assistir: muuuuuito chato.

Ironicamente, BBB não é diferente: a graça do programa é testar os limites do voyeurismo. Ou seja, se você não tem nada de útil para fazer na vida nem tem interesse em manter o seu QI superior ao de um anelídeo e gosta de vigiar a vida dos outros, então é o programa ideal.

Aliás, acho que descobri o que atrai tanto nessa porcaria. Pensa comigo: nesses interiores do país, todo mundo fuxica na vida de todo mundo. Para eles, o BBB é somente uma versão "televisiva" da vida que eles já levam. As pessoas da "cidade grande" também tem esse interesse, ao fofocar sobre os vizinhos, amigos, parentes, etc. Somando isso à uma falta enorme de educação de qualidade, infelizmente não é de espantar o sucesso do "show".

Nota mental: tirar minha cidadania portuguesa...

PS: Para manter o nível cultural e a nerdice do blog, veja e construa um autofalante de plasma com componentes que podem ser encontrados em qualquer loja de eletrônica!

PPS: Peço desculpas pelo "Casa dos Autistas" - é uma baita sacanagem com os autistas!