Blog do Eduardo Costa Meu blog pessoal

10Jul/110

Webdesign ficou mais simples

Lembro que, em 1999, quando eu trabalhei por quatro meses como webdesigner em Brasilia, o trabalho era muito difícil. Mesmo com o Dreamweaver para auxiliar, o Netscape e o IE faziam uma disputa implícita para deixar a Internet compatível apenas consigo mesmo. Era digno de uma verdadeira epopéia fazer o sítio ficar bonito e compatível. Na época ainda era aceitável colocar o ícone "compatível apenas com o IE".

Anos depois, como programador júnior na antiga Unitech (que foi comprada pela Braxis, que se juntou com a CPM e agora foi tudo comprado pela Capgemini - maravilha isso no meu CV), o problema de compatibilidade migrou do HTML para o Javascript/CSS. Não existiam mais "blinks", "marquees" e outras nojeiras inúteis, mas era outro épico conseguir fazer o CSS e o Javascript rodar igual no IE, no Mozilla e no recém-nascido Firefox.

Agora, com o Safari, o Opera, o Chrome, o Firefox, o IE, e alguns outros menores, seria uma volta pelos nove círculos do inferno obter compatibilidade. Graças a Deus alguém pôs juízo na cabeça dos quatro primeiros, pois a padronização é lei para eles.

Ou seja, onze anos depois de digladiar com a falta de padrões, hoje posso deleitar-me aliviado com o design em XHTML e o CSS, seguindo os preceitos Zen, pois apenas poucas - e conhecidas - gambiarras garantem a compatibilidade entre os navegadores.

Aliado ao Wicket e frameworks JS (que nem o jQuery), criar um website pessoal Java ficou muito mais simples e produtivo.

Comentários (0) Trackbacks (0)

Sem comentários


Leave a comment

(required)


*

Sem trackbacks