Blog do Eduardo Costa Meu blog pessoal

30Abr/101

Filosofando sobre bons e maus

Enquanto fazia um café, para aguentar o dia pesado que terei hoje, fiquei lembrando e filosofando. Ontem eu não tive tempo de lavar minha caneca de café, por estar atrasado para uma consulta médica. Hoje, minha surpresa foi ver que a "tia" que faz a limpeza do meu setor fez o favor de lavar para mim.

Bateu uma vontade de deixar um "agrado" como recompensa e agradecimento, mas, infelizmente, cada dia uma pessoa diferente faz a limpeza (e sempre à noite). Então, bateu um "insight".

Milênios atrás, Antes da Era Comum, eram raras as recomensas por fazer o que é certo. Pela falta de registros históricos, presumo que era algo natural. Aliás, Jesus pregou que não devemos nos enaltecer por fazer caridade. Oras, podemos inferir que apenas os erros precisavam ser punidos. Hoje, não só existe a punição para os erros como também precisamos estimular os acertos e rezar para que os culpados sejam mesmo julgados.

Se meu raciocínio estiver certo, o mundo está em franco declínio. Afinal, está virando dito popular que só as pessoas boas parecem ter problemas. Quando ouço falar de mais previsões de fim do mundo (até Newton também fez as suas), penso se não estamos mesmo "à beira do precipício".

Nem todas as previsões falam sobre o planeta explodindo ou algo tão drástico. Sinceramente, como é possivel aceitar esse mundo atual como "viver" (e não, "sobreviver")? Despejamos lixo no ar que respiramos, na terra em que moramos, na água em que bebemos. Matamos por qualquer motivo, desde latrocínio (por mixaria) até pais matando filhas que choram demais (provavelmente por ter apanhado).

Na minha humilde opinião, vamos nos destruir muito antes das bolas de fogo caírem na Terra. Até lá, espero poder ver mais exemplos de samaritanos anônimos que fazem a diferença.