Blog do Eduardo Costa Meu blog pessoal

31Jul/090

Dashboards ao resgate!

Agora que o CEO/VP/diretor/etc deseja saber como está a empresa, ele necessitará filtrar, condensar e agrupar todos os dados e informações disponíveis para auxiliar nas tomadas de decisão (ou para satisfazer a sede de dados dos acionistas).

Uma técnica muito comum atualmente é criar um dashboard. Em termos simples, funciona como o painel de instrumentos de um carro: um conjunto agrupado de instrumentos que informam o estado atual da máquina (seja seu automóvel ou sua empresa).

Ao fazer um benchmarking, encontrei um tutorial muito interessante sobre como "planejar" um dashboard. Embora o foco seja para uma ferramenta específica, o processo ilustrado é genérico suficiente:

  1. Escolher os dados que serão visualizados;
  2. Escolher o layout;
  3. "Implementar" a busca dos dados;
  4. "Implementar" o layout;
  5. Unir dados e layout;
  6. Planejar a interatividade;
  7. Escolher os dados interativos;
  8. Implementar a interatividade;
  9. Enjoy the result

Leitura interessante também encontra-se no Dashboard Spy. Embora tenha muitos posts sobre "variedades", pode-se extrair informações úteis em boa parte do material deles. Encontrei, por exemplo, o tutorial do anychart mencionado acima e o blog do autor do livro Web Analytics.

Em um post, Avinash, o autor do livro - e do blog, fala sobre dashboards poluídos, cuja única serventia é mostrar que o desenvolvedor (normalmente um consultor) é mestre "nono dan" da arte dos gráficos em Excel. Afinal, para que um dashboard se o usuário não pode extrair facilmente algo útil?

Comentários (0) Trackbacks (0)

Sem comentários


Leave a comment

(required)


*

Sem trackbacks