Blog do Eduardo Costa Meu blog pessoal

26Mar/080

Como calcular diferenças salariais

Para quem está pensando em mudar de emprego, fica uma dica útil, que aprendi da forma mais difícil: como calcular a mudança de salário?

Se você é CLT e quer virar PJ ou afins, nota que existe uma diferença enorme na forma do cálculo. O truque para não sair perdido e perdendo é: calcule o quanto você ganha por ANO.

Pense comigo: embora seu salário seja mensal, alguns benefício são anuais, como o 13º ou o abono de férias. Se você fizer o cálculo mensal, esses valores ficam mais difíceis para comparar, principalmente se a proposta que recebeu não for do mesmo regime. Além disso, diferenças pequenas podem tornar-se grandes diferenças ao final do ano.

Ou seja, calcule primeiro quanto ganha (ou ganhará) por mês, somando o salário com os benefícios mensais, incluindo VR, VT, FGTS, INSS, etc, depois subtraia dos descontos mensais. A seguir, multiplique por 12 e some os benefícios anuais (e subtraia os descontos anuais, se houver).

Isso lhe dará o valor exato de quanto você ganha (ou ganhará) por ano. Você pode comparar esses valores diretamente, para ver o quanto a mais - ou a menos - terá por ano, ou dividir por 12 e ter uma noção do valor por mês, que ajuda caso não tenha benefício algum na proposta que recebeu.

Aliás, essa abordagem permite ajudar muito no orçamento doméstico. Imagine que você quer comprar um carro. Você fez por merecer©, então decide comprar um Ford Fusion. O exemplar que você viu custa uns R$ 96 mil. Se seu salário anual líquido for de R$ 48 mil, levaria dois anos para juntar o dinheiro, assumindo que você não tem nenhuma outra despesa.

Não sei quanto a você, caro leitor, mas eu me desanimaria ao ver que o carro custa dois anos inteiros de salário. Vem logo um flashback lembrando dos dois últimos anos que trabalhei, que teriam que ir INTEIROS, só para comprar um carro, que nem é tão exclusivo assim.

Comentários (0) Trackbacks (0)

Sem comentários


Leave a comment

(required)


*

Sem trackbacks